• s-facebook

Tel: 51-99327.3605

E-mail: neusafariasferreira@gmail.com

Rua Xavier Ferreira, 18

Auxiliadora - Porto Alegre/RS

12 ALIMENTOS SEM GLÚTEN

April 10, 2014

Dentre os inúmeros alimentos sem glúten, segue uma listinha de 12 alimentos selecionados, que podem servir como base para quem quer começar a ter mais opções sem glúten na dieta.

 

1. Arroz

 

Existem diversos tipos de arroz, o que o torna uma das principais opções para uma dieta sem glúten. Além da utilização normal como grão cozido, pode ser utilizada a farinha de arroz integral ou refinada, ou ainda o creme de arroz (em pó), que tem a textura ainda mais fina do que a farinha refinada. Esses derivados podem ser utilizadas no preparo de pães, bolos, mingaus, pudins, biscoitos e outras sobremesas. Também podem ser usados para untar a forma das receitas.

 

2. Milho

 

Fonte de carboidratos, o milho fornece energia, é rico em vitamina E e carotenoides que protegem a saúde dos olhos. A farinha de milho amarelo é indicada para bolos, cuscuz, virado, farofa, pães e broas. Já a farinha de milho branca, com sabor e textura mais suave, pode ser usada para tortas e sobremesas. O amido de milho é comum em pratos que precisam ter a textura engrossada, como mingaus e cremes

 

3. Mandioca

 

Outra fonte importante de carboidratos, a mandioca contém boas quantidades de magnésio, fósforo, potássio e cálcio, colaborando para a formação de ossos e dentes. Pode ser consumida cozida ou assada. Além disso contém muitos derivados. A farinha de mandioca é encontrada fina e em flocos e pode ser usada em bolos, bolinhos e farofa. O polvilho azedo é indicado para pães de queijo e biscoitos. O polvilho doce é usado de forma semelhante ao amido de milho, como espessante de mingaus e molhos. É também da mandioca que é produzida a goma para tapioca, uma excelente opção para substituir pães e pizzas.

 

4. Batata

 

Possui alta concentração de vitamina B6, necessária para a produção de serotonina, cuja diminuição deixa o organismo sujeito a depressão, ansiedade e compulsão alimentar. Assim como a mandioca, a batata é extremamente versátil: pode ser utilizada cozida, assada, recheada, em purê ou como base para tortas e massas (nhoque, assados, salgadinhos, etc.). A fécula de batata é indicada para pão, panqueca, bolo, torta, salgadinhos, biscoito ou para engrossar sopas, molhos e mingaus.

 

5. Banana Verde

 

A banana verde pode ser consumida sob a forma de farinha, ou de biomassa. A banana verde é uma rica fonte de potássio, fósforo, magnésio e outros minerais, mas a principal propriedade é o amido resistente, que não é digerido nem absorvido. Ajuda, assim, no trânsito intestinal, na redução do colesterol e controla a liberação de glicose no sangue. Serve como base para bolos e tortas, substituindo a farinha de trigo. Pode ser misturada em sucos e vitaminas, pois ao contrário da banana comum, não possui gosto.

 

6. Linhaça

 

Por ser riquíssima em fibras, a linhaça favorece o funcionamento do intestino. Ela também é ótima para o controle do diabetes, colesterol e hipertensão, pois contém ômega-3, um importante nutriente anti-inflamatório. Para preservar os nutrien- tes, o melhor é comprar as sementes inteiras e triturá-las no liquidificador até virar farinha, para consumo imediato. Pode substituir parte de outra farinha em pães, panquecas, bolos e biscoitos. Pode ser consumida em sucos, vitaminas, saladas, frutas e iogurte.

 

7. Coco

 

Além do leite de coco e do coco ralado, a farinha também é ótima para receitas sem glúten. O coco, a água de coco e o óleo do coco também são liberados e são excelentes fontes de minerais como cálcio, sódio e potássio. A farinha de coco atua indiretamente no emagrecimento, por ter em sua composição uma das maiores quantidades de libras insolúveis quando comparada a outros alimentos. Ela é indicada para o preparo de pães, granola, barrinha de cereal, bolos e biscoitos.

 

8. Grão-de-Bico

 

O grão de bico possui um nutriente importante, o triptofano. Este aminoácido participa da serotonina, hormônio importante para a sensação de prazer, bem-estar e confiança. Assim, o alimento afasta ansiedade e nervosismo, além de ajudar no controle do apetite e do sono. Não é à toa que é chamado de "grão da felicidade". Cozidos, os grãos são versáteis e funcionam bem em sopas, saladas, refogados, em patês e pastas. A farinha pode ser utilizada misturada com outros tipos em pães e bolos.

 

9. Quinoa

 

A quinoa é um pseudocereal que não contém glúten, mas nem por isso deixa de ser fonte de proteina. É um alimento completo, um "super-alimento": sua proteína é de alto valor biológico, pois contém uma combinação de aminoácidos de excelente qualidade. Além disso, possuí baixa concentração de carboidrato e de gordura. O alimento de pode ser consumido como farinha, em receitas de pães, biscoitos e bolos. Como flocos, salpicada em frutas e iogurte, Em grãos, como substituto do arroz ou incrementando saladas.

 

10. Lentilha

 

Um dos melhores grãos para sua saúde, a lentilha é uma ótima opção para acompanhar o arroz, contendo mais proteína que o feijão. Fósforo, ferro e ácido fólico, importantes para as gestantes, também são abundantes. O ácido fólico é uma vitamina do complexo B, e é indispensável para o sistema nervoso. A grande quantidade de fibras ainda regula o intestino, sacia a fome e ajuda no emagrecimento. Os grãos ficam saborosos como sopa ou em saladas. A farinha de lentilha serve de ingrediente para panquecas, waffles e crepes, deixando as receitas com uma textura mais leve.

 

11. Chia

 

A chia é um dos alimentos mais ricos em ômega 3 (ácido graxo que reduz o colesterol ruim e aumenta o colesterol bom), preserva a memória e reduz o acúmulo de gordura abdominal. Repleta de fibras, ajuda no funcionamento do intestino e aumenta a sensação de saciedade já que, ao ser ingerida, absorve água e aumenta seu tamanho em cerca de 12 vezes no estômago. Pode ser usada salpicada em saladas, sopas ou saladas de frutas, batida no liquidificador com vitaminas e sucos.

 

12. Amêndoas e Castanhas

 

A amêndoa é rica em gorduras benéficas que protegem as artérias e as funções cerebrais, além de fornecer boa quantidade de proteinas, vitamina E e vitaminas do complexo B. A castanha do pará é a oleaginosa mais rica em selênio. A castanha de caju também é muito rica em vitamina E, cobre e triptofano, por isso ajuda no controle da irritabilidade, do cansaço e do nervosismo. As oleaginosas devem ser consumidas frequentemente, mas nunca em exagero. Podem também ser usadas como recheio ou cobertura de tortas e bolos. Trituradas, podem ser ingrediente de farofas e empanados.

 

fonte: http://belezaesaude.com/alimentos-sem-gluten/

Please reload

Featured Posts

QUER ADIAR O ENVELHECIMENTO FACIAL?

August 29, 2016

1/7
Please reload

Recent Posts

November 5, 2018

September 17, 2015

Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now